segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Marré de Si um novo espaço no bairro do Catete une gastronomia e artes plásticas.


Foto divulgação 



Lembra da canção infantil “Eu sou pobre, pobre, pobre / de marré, marré, marré / eu sou pobre, pobre, pobre / de marré deci”.? Essa brincadeira que se chama “Jogo de Rico e Pobre”, da Europa Nórdica, foi a inspiração para a Família Lessa intitular seu novo espaço, Marré de Si, que de pobre só tem o tema ;-)

O estilos espaços parece ter sido criado para nos aguçar os sentidos. Unindo gastronomia e artes plásticas o Marré de Si nos obriga a “baixar a bola”, respirar e dar tempo ao tempo.

Foto divulgação



Já na entrada você se depara com cinco mil anos de Cerâmica Chinesa, no Espaço Machado de Assis, de curadoria de Patrick Meyer e do economista Carlos Lessa e a exposição, As terras de Alice com cerâmica contemporânea de Alice Felzenswalb.



Seguindo, no Espaço Mário de Andrade está a exposição Menina de Ouro, colagens da poeta Cláudia Roquette Pinto e se continuar o percurso, ao atravessar uma ponte, se depara com um belo jardim suspenso, ao som de pássaros.


Foto Divulgação 





Foto divulgação 
O espaço abriga uma fábrica de alimentos e área para refeições rápidas. Massas, pães, assados e sanduíches podem ser consumidos in loco acompanhados de vinhos, ou encomendados, pré-preparados, ou sistema de entrega pronta atendendo a Zona Sul e Centro.





Foto divulgação 

O irmão mais novo, Marre de Sí, gerenciado pelo caçula da família, o Consultor para o   desenvolvimento Humano e designer, Pedro, fica em frente ao mais velho, Casarão Ameno Resedá, tocado pelo primogênito da família, o músico Rodrigo. Ambas as casas foram revitalizadas e visam homenagear figuras importantes do Catete, bairro que abriga momentos históricos da história politica e cultural da antiga capital do país. Parabéns aos Lessa por ajudar a preservar a nossa memória.