quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Sorria você está na Barra, da vida ao ar livre, do esporte e da comida saudável. Sim, ela existe.


Foto Duda Fernandes 





Foto Duda Fernandes 



Para quem ainda acha que a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, se resume a pista de autoestrada e shopping centers e que a programação é frequentar shoppings lotados está enganado. O lugar que abriga a maior praia da cidade, 27,3 Km de mar límpido, está tirando  “onda” e como o canto da sereia vem atraindo até os mais céticos. 🌊 

Foto Duda Fernandes 


Quando essa região era "off" Rio e a Barra não passava de um grande areal, os surfistas já frequentavam a  Prainha, Joatinga e a famosa Praia do Pepê, que tem esse nome em homenagem ao campeão mundial de vôo-livre e surf. 

Por ser um lugar não povoado, Pedro Paulo vendias nessa areia os seus sanduíches e sucos naturais para os parceiros, hoje disponíveis no quiosque “Barraca do pepê”.  A avenida, beira mar, também recebeu o nome deste lendário carioca.  

Foto Acervo O Globo  



Foto Jornal O Rebate 



Foto https://efemeridesdoefemello.com


Ali ainda, a esquerda do Pepê, de quem olha para a praia, tem mais dois quiosques de atletas que transformaram os espaços em escola de Kitesurf, clube, bar e louge- no bom estilo  “ estou de férias na minha cidade” ;-) são eles:

Foto divulgação 


08 Kitesurf, do atleta Francisco Ferreira (Frajola). Fica na única área liberada pela prefeitura para a prática do kitesurf na cidade do Rio de Janeiro. É a sede da ABK (Associação Brasileira de Kitesurf) e da ACK (Associação Carioca de Kitesurf).

O espaço tem uma guarderia para as panchas dos atletas associados e oferece aulas para iniciantes de Kite, surfe e stand-up paddle.  

O cardápio saudável, tudo feito na chapa, tem o estrelado peixe com banana, receita do chef Claude Troisgros.

Foto Divulgação 


Foto Divulgação


Logo ao lado, fica o K7 Skipper,  dos sócios Marcelo Cunha (Kite Surf), Rodrigo Minotauro (mega estrela de artes marciais) e dos irmãos Marcelo e Alexandre Serrado (surfistas que nas horas vagas trabalham como ator e empresário, respectivamente).

Foto Divulgação 


Foto Divulgação 


No mesmo estilo cool do vizinho, o K7 também oferece curso e clube de Kite. O local também tem um amplo espaço com ilhas de louges (poltronas e mesas grandes), ombrelones e decks. Lá o forte é a pizza da Skipper, mas, tem também um cardápio variado e saudável. 

É um Oss Aloha.  


 
Foto Divulgação





Do outro lado da calçada da praia, em uma galeria tradicional da galera das ondas, em direção ao quebra-mar, está o Pe`ahi do big rider Eraldo Gueiros

O nome é uma homenagem a grande onda da ilha Maui, no Havaí. Desde 2007 o Pe`hai veio com este conceito de bar dos e para os amigos. O irmão mais velho é o Pepê. 

Ambiente descontraído, com alimentação leve e saudável, baseada na culinária japonesa com toques especiais trazidos de restaurantes havaianos especializados no gênero. Essa é a receita infalível. 





Foto Divulgação 



Na mesma área da Barra, mas mais para dentro do bairro está o Tsumê, que ao invés da beira do mar fica debruçado na lagoa. De quem vem da Zona Sul, é a saída do túnel do Joá à direita, no entorno da praça Desembargador Araújo Jorge em direção a lagoa da Ilha da Coroa.


Caio Sampaio 

O Tsumê Sokodo do jogador de Rugby de cadeira de rodas Caio Sampaio, serve culinária japonesa de alto nível. 


Segundo a equipe da casa “ os pratos são preparados e confeccionados numa cozinha à vista, com ingredientes cuidadosamente selecionados”. Nossa parceira Tatyane Lima e frequentadora do local garante que a comida é muito boa.

 O bar de Sampaio fica dentro do Raja Club. Especializado em Stand Up Paddle (SUP) o clube oferece aulas da modalidade, aluga pranchas, tem vestiários completos, lojas e até passeio e travessias, nas Ilhas Tijucas, que duram cerca de 40 min. 


Se você quiser chegar ao clube e restaurante japonês de SUP, olha que onda 😎,  basta ligar para os rapazes que eles te buscam do outro lado da Lagoa. 3486-4113. 













O Tsumê funciona de terça a sexta. Das 18h às 23h e sabado e domingo das 12h 30 m  às 23h.


Agora, se joga nessas dicas e vai ser feliz.  Sorria você está na Barra🌞🌞🌞🌊🌊🌊 , numa Barra cheia de natureza e beleza.


EXTRA 


Mas, se depois de todo esse apelo ao esporte você faz o estilo natureza preguiçosa, temos aqui umas dicas extras reveladas pela Revista Veja Rio:

 Ilha da Gigoia, a poucos metros da estação de metrô. Para chegar até lá é preciso pegar um barco no píer principal, fica numa ruazinha ao lado do Shopping Barra . A travessia leva cerca de um minuto e é feita por barqueiros locais, que cobram R$ 1. 

Buteco- Com decoração inspirada em Rock tem comida “ havy” como o boi ralado, que tem uma porção de costela bovina moída estendida na chapa, com alho frito, molho madeira e queijo mozzarella derretido por cima, tudo fatiado e servido à francesa. 

Cais Bar é especializado em frutos do mar — aos sábados volta e meia tem roda de samba com feijoada. Mais adiante, fica a Ilha Primeira (a travessia é R$ 5 e dura uns cinco minutos).

Lá tem o badalado Bar do Cícero, especializado em frutos do mar e pastéis de camarão.

Na Lagoa de Marapendi, via projeto Expedição Barra, com agendamento prévio, um barco busca os interessados nos píers próximos à Av. das Américas, dura cerca de uma hora e 15 minutos e é orientado por um biólogo, passando pelos manguezais da lagoa.







Informação: 

K7


K08
Avenida do Pepê, QS 8A e 8B (em frente ao número 890), Barra. 7h/22h. ☎ 99738-0808 e 7830-6249. 


Pe ´ahi
- Av. do Pepê, 780, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ
peahi.temaki@gmail.com
(21) 2492-1286 (21) 2137-0353 Japonês
http://peahisushi.com.br


Tsumé