sexta-feira, 13 de maio de 2016

Receita de Camarão ao Molho de Laranja



A dica especialíssima do melhor prato da temporada!


É  de Aylton Oliveira-  mix de restaurateur e chefe de cozinha do Restaurante Skunna


















Aylton Oliveira. "Ele cuida de todos os detalhes pessoalmente e faz questão de receber seus clientes  e amigos para compartilhar momentos inesquecíveis, onde o sabor e a qualidade tem presença garantida." (Fonte Skunna)


Sendo o Skunna especializado em Frutos do Mar, o mix de Cozinheiro e Restaurateur Aylton Oliveira aceitou nosso convite e gentilmente oferece aos "latitudos" a receita do prato que ele recomenda para essa temporada de Outono Camarão ao molho de laranja. Hummmm! Yummy! 





O Skunna, fundado em 1991, fica em frente ao Maciço da Pedra Branca, em Vargem Grande, Rio de Janeiro. Para quem não conhece é uma área de reserva florestal out of town. O caminho é deslumbrante, o mesmo de quem vai em direção da Costa Verde do Estado do Rio de Janeiro, cercado de mar e floresta, oferecendo o privilegiado visual de um Rio de Janeiro in Natura. 


Mas, se mesmo assim fica complicado chegar lá, não seja por isso, o Skunna oferece o serviço Chef em Casa: O Chefe vai a sua casa ou empresa cozinhar para você e seus amigos. skunna@skunna.com.br. Chique ne? 




CAMARÃO AO MOLHO DE LARANJA




Ingredientes: (4 porções )

600 g de camarão limpo

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de cebola picada

100 ml de creme de leite fresco

1 copo de suco de laranja coado

1 colher de chá de mostarda

1 colher de chá de vinagre

1 colher de chá de mel

1 pitada de pimenta branca amassada na hora

Sal a gosto

Modo de preparo:

Temperar ligeiramente o camarão com sal e pimenta.

Num recipiente colocar a manteiga e juntar a cebola 
para cozinhar sem dourar muito. 

Juntar todos os ingredientes menos o creme de leite e o camarão e cozinhar por 5 minutos. 

Em seguida juntar o creme de leite e os camarões e cozinhar por mais 2 minutos.

 Ajustar o tempero e servir acompanhado de purê de batata baroa e arroz de coco.

Arroz de coco:


Dourar a cebola ralada na manteiga. 

Juntar o leite de coco e o coco ralado e em seguida misturar o arroz. 

Caso fique muito seco, adicionar leite.

Purê de Batata Barôa:


Cozinhar a batata barôa na água e sal, escorrer, passar no espremedor e levar a uma panela e acrescentar manteiga, leite, queijo ralado, uma pitada de nós moscada e ajustar o sal.





_________________________________




Estrada dos Bandeirantes - 23.363 - Vargem Grande Rio de Janeiro - RJ - 

Tel: 21- 2428-1213

Funcionamento: Quintas, sextas e sábados das 12hs até a meia noite e meia.
Domingos e feriados das 12 às 21 hs



quinta-feira, 12 de maio de 2016

Niterói recebe dois programas de cinema imperdíveis

LATNews

A 3edição carioca do Festival O CUBO  de Cinema acontece de 12 a 22 de maio, no Centro Cultural da Justiça Federal e  nas Bibliotecas Parque de Niterói e de Manguinhos. 


E também em Niterói de hoje, dia 13 até o dia 18 de maio o Cine Arte UFF recebe a 15a  Mostra do Filme Livre. 



____________________________________________











Produzido pelo Canal O Cubo canalocubo.com- iniciativa brasileira inédita que reúne filmes brasileiros independentes licenciados via Creative Commons, o encontro presencial visa discutir a realidade da produção web, " a viabilidade da distribuição online e livre de conteúdo depende da formação e do fortalecimento de sua rede offline", justificam os organizadores. 

O Festival O CUBO  de Cinema, exibirá na telona do Centro Cultural da Justiça Federal e das Bibliotecas Parque de Niterói e Manguinhos, 41 produções inéditas provenientes de diversos estados brasileiros. Os melhores filmes em cada categoria serão premiados por  júri popular e júri oficial. 



Dentre os filmes destacam-se o curta "O que teria acontecido ou não naquela calma e misteriosa tarde de domingo no jardim zoológico", com Daniel Dantas no elenco e direção de Allan Souza Lima e Gugu Seppi e “Bichas: o documentário”, de Marlon Parente, média-metragem que, em 2016, obteve mais de 450 mil acessos.

Essa turma talentosa é reconhecida: no final de 2015, o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro apresentou o Canal como um case de sucesso na segunda edição da  Conferencia Mundial de Internet realizada na China, além de fazerem parte do Ponto de Cultura do MinC. 

Informações:


_______________________________________________






E para quem for ou já estiver em Niterói aproveite para assistir no Cine Arte UFF os filmes da 15a Mostra do Filme Livre.

É a primeira  vez que o festival itinerante chega à ex capital fluminense, trazendo filmes premiados- "Tropykaos"; "O signo das tetas" e o curta "o rosto da mulher endividada" . Em sua maioria são filmes independentes.

A cidade que quiser receber esta mostra itinerante devem se inscrever até o dia 30 de maio.
Agreste
De Dellani Lima, MG, 15’


Informações:









terça-feira, 10 de maio de 2016

Tomate para todas as vidas e gostos



LATcoluna- Livro na panela/colher na prateleira  

de KARLA MILWARD


E SENDO HOJE O DIA DO COZINHEIRO !!!!! 

A receita de hoje  é inspirada no poema 
TODAS AS VIDAS
(Cora Coralina)

A poeta goiana Cora Coralina








 Cora Coralina, a poeta doceira de Goiás, se dizia mais doceira e cozinheira que escritora, sendo que julgava a culinária como a mais nobre das artes por ser objetiva, concreta, jamais abstrata, a que está ligada à vida e à saúde humana.


 Como não concordar com este ser iluminado, cheio de sabedorias que a vida ensinou e tão bem soube se expressar em poesias arrebatadoras, cheias de chão, de sabores e aromas?

Mas tenho lá minhas reticências, arte objetiva e concreta, jamais abstrata, a culinária? Só se estivermos falando de confeitaria, onde tudo deve ser milimetricamente pesado e  medido. Onde qualquer deslize põe tudo a perder.      E apesar de gostar muito desta área, hoje,   gosto de pensar em comida como um caldeirão de cheiros, sabores, odores e sentimentos. Cozinha como um lugar mágico, de bruxas, alquimistas, cientistas malucos. Mães carinhosas, mulheres ancestrais, Gaia e Héstia.


 Assim, a minha receita de hoje, mistura a poesia dessa cozinheira do interior  com o perfume dos sois mediterrâneos.

Tomate para todas as vidas e gostos


que podem ser desde tira-gosto até recheio de sanduíches, servido com uma massa, com bife…, onde sua imaginação permitir.

Tomatinhos confit 

Ingredientes:

 1 caixa de tomate sweet grape

 (é aquele menorzinho que o cereja, aproximadamente 400 g)·       

1 galho de alecrim, 

1 galho de tomilho, 

1 galho de orégano fresco desfolhados· 

1 cebola em julienne (fatias finas)


 3 dentes de alho descascados inteiros


 ½ xícara de café de vinho branco


1 xícara de café de azeite


sal e pimenta do reino a gosto


pitada de açúcar


Modo de fazer:


Pegue um refratário que possa ir ao micro-ondas e regue-o com um pouco de azeite, coloque a cebola, o alho,  umas folhinhas das ervas e um pouquinho de sal e pimenta, a pitada de açúcar, junte os tomatinhos lavados, misture e ponha o restante das ervas, mais sal e pimenta e o vinho branco.

Leve ao micro por 3 minutos na potência média (80/70%), tire do forno com uma luva e agregue o azeite, uma pitada de orégano seco e um tantinho de pimenta calabresa se quiser mais picante. Torne a misturar e leve ao micro por mais 4 minutos na potência baixa (50%). Deixe esfriar e leve à geladeira.

Está pronto! Não é uma beleza da cozinha moderna?



Karla Milward é cozinheira chefe internacional formada pelo SENAC/CIA de Águas de São Pedro  SP.  Ela agora é a nossa nova "Latituda" dará regularmente dicas de receitas-  unindo a gastronomia e a Literatura, suas duas paixões. Vai ter livro na panela e colher  na prateleira.