quarta-feira, 15 de março de 2017

Aloha Spirit 2017 promete deixar o mar de IlhaBela revolto e sereias animadas

Por

Duda Fernandes com colaboração de Gabi Latini 





Segundo a organização do evento, na Canoa Havaiana:



OC1- Canoa individual- Cerca de 150 inscritos, na OC1 masculina o grande destaque foi Rogério Mendes.  Concorrendo com pesos pesados da categoria- Rafael Leão, Murilo Pinheiro, Felipe Newman, Sergio Prieto, entre outros grandes nomes.



Abaixo fotos de registro pessoal:










Começa neste final de semana, de 17 a 19 de março, em Ilhabela (SP), a primeira etapa do Aloha Spirit 2017. Uma celebração de alguns dos principais esportes marítimos. O evento conta com competições nas seguintes modalidades: Canoa Havaiana, Stand Up Paddle, Natação em água aberta, Paddleboard, Surf Ski, Thriathlon Watermane, Slack Line e a recém incluída Apneia. As próximas etapas serão Cabo Frio- de 2 a 4 de junho e Salvador- de 22 a 24 de setembro de 2017.


Foto Carolina Falleiros


O almirante desta “esquadra” é João Castro, que ao realizar uma travessia de Canoa Havaiana, em 2008, entre as cidades de Santos/ SP e Paraty/ RJ, decidiu criar um evento no estilo e espirito havaiano. Em 2009, deu a largada em seu sonho, reunindo 60 atletas da categoria Canoa Havaiana (ou Polinésia). Hoje, o evento é realizado em três lugares por ano e reúne cerca de 1. 300 atletas por evento. 


Equipe Hoa Aloha em plena confraternização
foto arquivo pessoal. 


Agora, esta edição de 2017 promete bater o recorde de inscritos e categorias. E traz novidades como transmissão ao vivo pela TV e internet, Festival de Cinema, Aloha Trade (feira de equipamentos), Yoga, Premiação dos melhores de 2016, Casa Tahiti com festas, entre outros.




Na água as modalidades esportivas vão ter alterações:  a canoa havaiana terá a categoria elite, criada para a disputa entre equipes montadas com o intuito de representar o Brasil em provas internacionais e serão premiadas com dinheiro.  O stand up terá pela primeira vez a categoria amador 1 Km open, para a turma tartaruga 😜que preferem remar menos que 3, 6 Km e 9 Km, distâncias tradicionais do Aloha. 




Na natação haverá prova com a distância de 1.000 e 2.000 metros, além da tradicional de 3.500 metros.  O paddleboard terá categoria feminina/ feminina adaptada e a Kids, para crianças até 13 anos. A recém incluída modalidade apneia vem com a categoria estática. Além das demais que continuam com o mesmo formato. 


Aqui estão alguns dos destaques em seus esportes e categorias que prometem fazer a festa da torcida: 

Stan Up (Sup Race)
 


Guilherme dos Reis
(Campeão Brasileiro 2016)
 foto divulgação 


Lena Guimarães
 foto Divulgação

Natação



Samir Barel
(Lenda do esporte)
foto Carla Falleiros


Alex Redher
 foto divulgação







Thaís Sant`Ana
 foto divulgação




Canoa Havaiana


Gabi Latini
 foto arquivo pessoal 


Monica Pasco
foto divulgação


Murilo Pinheiro
foto divulgação


Rafael Santacreu
foto Carla Falleiros


Equipe Hoa Aloha
 ( Campeã Sul-Americana e Brasileira 2016)
 foto/arquivo pessoal 

Equipe Samu
(Campeã da Liberty Challenge/ N.Y e 10o lugar do Molokai/Havaí).
Foto Carla Falleiros
Equipe Odoyá.
foto/ http://www.stiesporte.com.br



Surf ski


Cadu Zaidani
foto divulgação 
Dentre muitos e muitos ferras do mundo do mar.
Agora é se jogar na água e ser feliz. Imua! Aloha!


    



OFF:

Gabi Latini
Foto Farm Rio 




A incansável Gabi Latini além de lotar a estante de troféus e medalhas e com o seu carisma e simpatia ser uma espécie de embaixadora do esporte, sempre aproveita os eventos para divulgar o seu trabalho de ourives, muitos inspirados na Canoa Havaiana, claro ! Remadores de todo o Brasil já adotaram como uma espécie de amuleto ou código da tribo. Para o Aloha Spirit ela levará peças exclusivas para o festival.



 










 _______________________________


Informações:







http://www.alohaspirit.com.br/












Ilhabela:


Dica: a dica de muitos remadores que já participaram de edições passadas do Aloha Spirit é ir de ônibus. A viagem é longa principalmente para os que estão fora do estado de São Paulo e o ônibus deixa na balsa, quem entra na balsa a pé não paga. Já de carro muitas vezes formam-se filas de até 3 horas.
http://www.ilhabela.com.br/como-chegar-em-ilhabela