segunda-feira, 24 de abril de 2017

Lisboa: Capital Ibero-Americana da Cultura 2017




Eleita a Capital Ibero-Americana da Cultural 2017, pela União das Cidades Capitais Ibero-americanas, Lisboa está desde janeiro com uma programação extensa e intensa para fazer valer o título. 



A UCCI – União de Cidades Capitais Ibero-americanas é uma organização internacional,  não governamental, de caráter municipal e sem fins lucrativos. Os seus principais objetivos são o estimular as relações entre as cidades capitais do território ibero-americano. 





O tema principal "Passado/Presente" transpassa os seguintes temas:  "Afrodescendentes", "Criação Contemporânea", "Migrações" e "Questões Indígenas". Imigrações e emigrações, as rotas, testemunhos e narrativas dos afrodescendentes transportados para o Brasil, a  Invenção do Paraíso (as colônias americanas como os Países do Futuro), objetos, vocabulários, sotaques gírias das línguas-mater em suas colônias (...) 







São diversas expressões artísticas espalhadas ao longo de 2017 nos principais locais culturais da capital portuguesa, ora pois! Se pensarmos que as Colonias Portuguesas e Espanholas já têm por si só uma vastidão de expressões dialéticas e culturais, há muito o que se apreciar e aprender. 



25 de Abril- Celebração a Revolução do Cravo 


Dentro da programação oficial da comemoração do evento, o cantor António Zambujo e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, participaram do Espetáculo " Canções para Revoluções", no dia 25 de abril,  aniversário da revolução, onde foram interpretadas 26 músicas Ibero-Americanas , que tratam cada uma dos movimentos de resitência a ditadura em cada país.  






Visitando o site oficial já nas áreas das expressões artísticas escolhidas, nos deparamos com termos que não são corriqueiros no Brasil como por exemplo: Marionetas- aqui seria Marionetes; Opistografia- designação dada ao estudo das temáticas culturais, históricas, sociais e econômicas que versam sobre a cidade de Lisboa; Toponímia- analisa os nomes dos lugares;  RAAML- o termo  significa Regulamento de Atribuição de Apoios pelo Município de Lisboa - e a área está dedicada aos projetos independentes, e por aí vai. Só isso já mostra o quão enriquecedor é este encontro, essa troca de olhares que é fundamental. Tanto das colônias com os colonizadores quanto dos hermanos hispanos con nosotros  








Para desbravar essa programação intensa tem que ter folego e resistência de uma tripulação de uma Nau portuguesa inteira! São diversas áreas Arte Urbana e Sonora, Baile, Cerimônia, Cinema, Conferencia, Criação Portuguesa Contemporânea, Dança, Desfile, Espaço Público, Fotografia, Gastronomia, Leitura, Teatro, Residência Artística, Programa Educativo, Designer (Novo Mundo: Visões através da Bienal Ibero-americana de Desenho 2008-2016) de quase todos os países da América Latina além dos EUA e Canadá. 


Vai ser linda a Fiesta Pá! 


Veja toda a programação no link: